Salvando o mundo depois do trabalho Blog

Acho que o 14-bis não teria sobrevivido a isso! 0

Uma singela homenagem ao verdadeiro inspirador dos jogos de navinha

No meio da aviação existe uma rixa conhecida sobre quem seria o primeiro homem a voar numa máquina mais pesada que o ar. Bom, o título na maioria dos países mundo afora é dos Irmãos Wrigth mas todos nós sabemos que o mundo está errado e esse título pertence a Santos Dumont, que voou em 1901 com dirigível ao redor da Torre Eiffel e em 1906 com seu famosíssimo 14-bis. Esse pequeno feito contribuiu, mais tarde, para criar um segmento na indústria que atualmente movimenta milhões de dólares no mundo todo, que inspira milhares de jovens a seguir carreira e, principalmente, leva quem...

hololoens 0

Caminhando e cantando e evoluindo a canção

Durante uma entrevista à rede americana ABC em 2005, o repórter pergunta a seu entrevistado se existia consigo um conflito entre ser um homem negócios bem sucedido e um arquiteto de software. Sua resposta não poderia traduzir melhor a filosofia de sua companhia: The way to be successful in the software world is to come up with breakthrough software, and so whether it’s Microsoft Office or Windows, its pushing that forward. New ideas, surprising the marketplace, so good engineering and good business are one in the same. Numa tradução livre, Bill Gates quis dizer que para sobreviver no mundo de softwares, é preciso...

Tomar três vezes ao dia para eliminar a calma. 0

Os 5 estágios pelo qual passei com League of Legends

Como disse no meu post anterior, neste ano que passou não comprei nenhum console da nova geração. Em parte porque estava caro, parte porque não tinha muita coisa interessante saindo, parte porque estava estudando, parte porque não quis mesmo 😉 Mas isso não significou que fiquei longe do meu hobby favorito depois do trabalho, pelo contrário. Aproveitei para colocar em dia um monte de jogos que estavam lacrados ainda nos meus consoles velhos de guerra e também me aventurei pelos indies do PC, que a muito não dava muita bola. Porém, nada neste ano que passou consumiu mais meu tempo...

achievement_unlocked_2015 0

Sobre um hiato, um vício e uma resolução de ano novo

Viramos o ano finalmente. 2014 foi relativamente bom mas já estava na hora de acabar. Nesse ano que passou, deixei o blog meio de lado pelas mesmas desculpas esfarrapadas que todo mundo costuma dar: trabalho, falta de tempo, etc. Nesse ano que passou não adquiri nenhum dos consoles da nova geração e isso me deu uma desanimada em comentar e mesmo jogar coisas “antigas”. Entretanto, o real motivo desse meu gigante hiato foram os MOBAs. Na verdade, UM MOBA: League of Legends. Pois é. Inicialmente não tinha gostado dessa modalidade de jogo até que fiz a besteira de dar uma segunda chance....

peace_love_freebies 0

O produto é nosso mas quem ganha é você?

Acho marketing uma área espetacular. As pessoas que trabalham para induzir um potencial consumidor a comprar seu produto, em geral, precisam ter ideais diferentes e soluções criativas para as mais diversas situações e produtos a serem vendidos. Aprecio quando empresas atraem o público com uma propaganda inteligente, uma ação inovadora ou uma promessa de mudar a vida do consumidor. Essa área eventualmente cria peças extremamente eficientes, como o slogan “O aniversário é nosso mas quem ganha é você!”, que já é um clichê de qualquer campanha relacionada ao aniversário de uma marca mas ainda funciona que é uma beleza. Essa filosofia,...

Will the circle, be unbroken? 0

As meninas dos nossos olhos: Elizabeth

Em um dia sem nada para fazer depois do trabalho, resolvi assistir a um filme no cinema. Não havia nada que realmente me interessasse então escolhi a melhor dentre as opções disponíveis: uma animação recém lançada, da qual não tinha ouvido falar. O ano era 2008. A animação era Wall-E. Entrei no cinema sem expectativas, esperando apenas ver mais um filme interessante da Pixar mas saí do cinema encantado com aquele robozinho. Foi incrível a emoção que a empresa da Disney conseguiu passar com um personagem improvável (um compressor de lixo futurista) apenas com expressões, movimentos, ações. Hoje, considero o...